Como sabem sou arquiteta e tive aulas de paisagismo na faculdade, mas minha querida amiga Daniele Ruas foi mais fundo, estudou profundamente o assunto, trabalhou nos escritórios mais renomados de paisagismo do Rio e vem aqui compartilhar seus conhecimentos e nos dar algumas dicas sobre plantas em casa!

Podem fazer perguntas nos comentários que ela responderá numa segunda parte!

Dani, eu adoro comprar flores na feira para colocar em vasos em casa, algumas morrem mais rápido outras duram bem, quais as mais resistentes?Devemos ter algum cuidado especial?
Flores em casa são sempre bem vindas. O cuidado depende de cada espécie, se gosta mais de água, ou menos, saber a época de florescimento também ajuda para comprar aquelas que estejam na época, pensando no dia a dia da dona de casa, é como comprar frutas e verduras, se estiverem fora de época, são mais caras e menos viçosas.
Vou dar uns exemplos de plantas para casa em vasos: uma especie muito resistente é o graptopétalo. Tem florezinhas em tom próximo ao magenta. Por ser uma suculenta (família dos cactos) adora um ambiente ensolarado diretamente e gosta de pouca água. Outra opção de suculenta é a flor de cera. É mais alta que a anterior e tb floresce no verão, com pequenos buques de flores brancas e centro vermelho. Levando para o ambiente oposto, uma plantinha que não gosta de sol direto, precisa de muita luz no inverno e no verão locais levemente sombreados, é o lírio da paz. Seu nome já diz tudo, a suavidade branca das flores traz calma ao ambiente. Para ambientes internos optar pela de folhas menores e se for bem tratado, as flores típicas da primavera podem durar todo o ano.
Uma ótima idéia além das flores são folhagem coloridas e plantas escultóricas ou com formas interessantes, que dão um show a parte se colocadas no ambiente corretamente. Neste período perto do Natal é muito usado o bico de papagaio. Sua folhagem de coloração vermelha fica ótima junto a decoração natalina ou mesmo plantada em vaso, em locais frescos e bem iluminados.

Quando vou trocar as flores e limpar o vaso tem sempre uma gosminha com odor desagradável…..o que é essa gosminha?
Se é o que estou pensando, essa gosminha (rs) é como um lodinho que se acumula, deve-se trocar a água mais vezes, não esperar até trocar as flores para trocar a água delas, pois esta está parada do vaso, pelo que entendi. Na natureza isso não ocorre, a não ser para plantas tipicamente ‘aquáticas’. O ideal é que tenha vasos com ‘microdrenagem’, ou seja, que as plantas fiquem na terra, e água da rega possa somente humidecê-la.

Qual o tipo de planta ideal para uma varanda de um apartamento numa cidade quente como o Rio e uma cidade fria?
Essa resposta pode ser muito extensa (rs). Temos inúmeras plantas lindíssimas, o que depende é do tamanho da varanda, o tipo de estilo do apartamento e da pessoa e a incidência de luminosidade e ventos na varanda. No Rio mesmo temos microclimas amenos, um bom exemplo é a vista chinesa, ou mesmo o humaitá, junto as nossas montanhas. Para manter a varanda bela o ano inteiro deve-se fazer arranjos com mais de uma espécie. Pensando numa varanda típica carioca, com ventos de mar e calor intenso, podemos colocar um belo jarmim manga que tem lindas flores e aroma magnífico principalmente a noite e ornamentar com clusias, muito resistentes e mas de pouco florescimento. Outra opção que aconcelho é colocar árvores frutíferas como pitangueiras ou aceroleiras, que florescem, perfumam o ambiente com seus frutos, e ainda se tornam atrações lúdicas ao se acompanham o crescimento e colher frutos deliciosos para fazermos aqueles suquinhos caseiros para nossas visitas, com frutos diretamente colhidos da nossa varanda!! (rs) 

Orquídeas: na sala ao na varanda?
Orquídeas são bem vindas em qualquer lugar. Só se deve lembrar que a grande maioria não suporta a incidência solar direta por muitas horas do dia, então se colocar na sala ou na varanda principalmente, devemos esse cuidado. Na sala escolher um local bem ventilado e que receba iluminação indireta pelo menos 3 horas por dia. Orquídeas vivem da umidade do próprio ar, escolha um local que não seja seco e com ótima iluminação indireta. E lembrando de usar fibra de côco, pois xaxins são proibidos! Consiência ambiental, meninas! Sempre!

Você concorda que o número de plantas na varanda deve ser proporcional ao tempo que temos para cuidar delas?
(rs) Concordo em parte. Acho que não é o número, mas sim o tipo de planta. Por exemplo, se tiver suculentas, pode ter muitas delas, já que dão menos trabalho na manutenção. Temos que pensar sempre que plantas são seres vivos e que todas necessitam de cuidados especiais. Se temos pouco tempo (o que é muito comum! Bem sabemos disso!) devemos optar pela maior quantidade de baixa manutenção, ou por poucos exemplares que dêem aquele efeito de escultura que mencionei anteriormente.

Para quem quiser um lindo projeto para varanda ou jardim, vai o contato da Dani

contato@danieleruas.com 
 21 9302-3576

Anúncios